Documentário Cowspiracy

Cowspiracy

 

Vi ontem o excelente documentário Cowspiracy, que me deixou, como a tantos outros perplexo, diferindo essa perplexidade talvez em nalguns pontos, que passo já a referi-los:  Seguindo alguns comentários de vários sites, o cerne da questão, que é o excesso, a loucura, a pura ganância, a insustentabilidade das práticas do sector primário, da sua massiva industrialização, e de tudo o que ai advém, que mais não é que o reflexo de uma relação deturpada com o que devia ser sagrado, digo eu que não sou muito dado a sagrações, continuam a ser uma novidade, o que é Continuar a ler

Eu macaquinho imagino-me humano

macaquinhos_armadosO que leva a humanidade a escolher sob o conhecimento que tem, um caminho que não tem nem saída, nem retorno, está para lá da minha compreensão.

Olhando os acontecimentos recentes, o estrangulamento das nações, das famílias, pela divida,  a teimosia em recuperar modelos económicos que são eles mesmos a causa do problema, a ausência de uma sequer ligeira preocupação por parte da classe politica, a omissão desta realidade nos meios de comunicação social,  uma ignorância ofensiva por parte de uma população em geral entretida em reality shows, guerras escamoteadas de religiosas, democráticas, civilizadas, que mais Continuar a ler

Seja como for, vale a pena pensar

climatechange_n

É mais do que certo que não consigo, não posso, nem quero acompanhar, metade da informação que circula sobre as alterações climáticas. O resultado seria a loucura.

Ainda assim, gosto de permanecer um passo atrás dessa loucura, pois todo o tema sobre as alterações climáticas, levantam questões e frustrações, inerentes e relativas à própria natureza humana.

É devastador imaginar o mundo com um clima alterado, e por outro lado, face à bomba-relógio que cada um carrega dentro de si e a diminuta janela temporal que a vida proporciona nesta Terra, a tarefa parece tão brutal, com laivos de arrogância à mistura, em querer mudar alguma coisa neste planeta que por várias vezes levou as espécies à beira da extinção.

Já lá vão uns anos a acompanhar e a discutir sobre alterações climáticas. Primeiro de um ponto de acreditar que seria possível reverte-las, depois uma enorme frustração e desânimo, e agora de um ponto de Continuar a ler

Vídeo

John Oliver: Debate representativo das alterações climáticas

#climatechange , #alteraçõesclimática Enquanto pudermos levar isto com humor, vale a pena ver John Oliver sobre as alterações climáticas e de como os debates deviam ocorrer nos media se fossem justamente representados. De salientar que apesar de 4 em 1 norte-americanos serem cépticos a 97% dos factos apresentados pela comunidade cientifica, estes debates ocorrem (mesmo que o propósito seja descredibilização das mesmas ), mas ainda assim, algo que por cá não existe.

Também vemos um Presidente a dirigir-se claramente às alterações climáticas como um problema do presente e não de um futuro distante, ainda que estejamos a falar de um politico, e dos muros de lobbies que o cercam.

Ligação

Guerra da Água é silenciosa, mas já está em curso

“A guerra da água é silenciosa, mas existe: conflito em Barcelona causado pelo aumento das tarifas, quase guerra na Patagônia chilena por causa da construção de enormes represas e da privatização de sistemas fluviais inteiros, antagonismos em Barcelona e em muitos países africanos pelas tarifas abusivas aplicadas pelas multinacionais. A pérola fica por conta da Coca Cola e de suas tentativas de garantir o controle em Chiapas, México, das reservas de água mais importantes do país. Jacques Cambon está convencido de que “o problema do acesso à água é um problema de democracia. Enquanto não se garantir o acesso e a gestão da água sob supervisão de uma participação cidadã haverá guerras da água em todo o mundo”.

via Guerra da Água é silenciosa, mas já está em curso – Carta Maior.

Ligação

Permaculture and Climate Change: Interview with Patrick Whitefield

Patrick Whitefield: One specific way in which permaculture can tackle climate change is through diversity, which we emphasize. In terms of trees, one of the big problems with planting trees is that we don’t know what the climate will be when those trees mature. So if we plant a large variety of trees, lots of different kinds — some of which are suited to hotter or cooler climates — then hopefully we’ll get the ones that will survive and be still thriving in 50 or 100 years. The ones which don’t thrive can be taken out as thinnings.

Permaculture and Climate Change: Interview with Patrick Whitefield.