Eu macaquinho imagino-me humano

macaquinhos_armadosO que leva a humanidade a escolher sob o conhecimento que tem, um caminho que não tem nem saída, nem retorno, está para lá da minha compreensão.

Olhando os acontecimentos recentes, o estrangulamento das nações, das famílias, pela divida,  a teimosia em recuperar modelos económicos que são eles mesmos a causa do problema, a ausência de uma sequer ligeira preocupação por parte da classe politica, a omissão desta realidade nos meios de comunicação social,  uma ignorância ofensiva por parte de uma população em geral entretida em reality shows, guerras escamoteadas de religiosas, democráticas, civilizadas, que mais não visam que o controlo de recursos naturais, e mesmo algumas alternativas a este descalabro civilizacional, que acabam elas mesmas, por ficar presas ao sistema que pretendem alterar, não é de crer que mudanças urgentes e muitas delas radicais, venham a acontecer.

Todas estas gerações presentes, onde me encontro incluído, apesar da sua alta formação, acesso a uma informação extensa e global, com uma capacidade de raciocínio e muitos deles, com escolhas livres como nunca antes existiram, serão recordadas por alguma geração futura que consiga sobreviver à adaptação, como as gerações mais estúpidas, o maior cancro geracional da historia do Homo Sapiens.

Existe um simbolismo trágico, que neste momento, no Iraque,  onde a guerra, esse atrito, que agora domina as atenções, seja exactamente o local onde se iniciou a denominada civilização,  isto é, macaquinhos que vieram a provar ter algumas capacidades especiais, mas que nunca prescindiram de marcar o seu território e bater no peito.

E todos esses recursos de investimento necessários para enfrentar esta realidade climática, mesmo dando crédito a esse único valor que estes macaquinhos conhecem, chamado dinheiro, explodem-no em engenhos militares cada vez mais sofisticados para despedaçar com precisão e rapidez, outros macaquinhos. Uma atitude a que designam de humana.

E eu macaquinho, capaz de fazer os meus truques, penso nessa estranha capacidade de me imaginar humano.

“A mensagem dos cientistas climatéricos sobre o nosso falhanço permanente para reduzir a poluição de carbono: As mudanças catastróficas no clima que estamos a escolher voluntariamente impor aos nossos filhos e netos – e incontáveis gerações depois deles – não podem plausivelmente serem desfeitas por centenas de anos ou mais.”

http://thinkprogress.org/climate/2014/08/27/3476258/climate-scientists-draft-ipcc-report/

Anúncios

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s