Até agora tudo bem, um giro pelo jardim da hérnia

BorragemDepois de tirar algumas ervas, semear uns rabanetes e plantar umas alfaces, este vai ser um post de fotos.

Estamos satisfeitos com a evolução aqui do jardim da hérnia (bom, ele é apenas o jardim da hérnia para mim, e ainda bem).

Tenho de colocar uma foto do granulado que estou a utilizar, não que só a ele lhe tenha de tirar o chapéu, pois há uns 3 anos, que tenho vindo a recuperar aqui o quintal que esteve ocupado durante muitos anos com o pecado original: Relva.

Mas como dizia, desde então, muito à base de vermi-composto das minhocas residentes cá no sitio.

O granulado é homologado para Agricultura Biológica, mas só o uso, pois o estrume das galinhas ainda não está pronto. A ideia futura, será fertilizar o jardim, apenas com esse estrume, e vermi-composto.

Esta é uma zona que pouco sol apanha durante o Inverno, mas na Primavera / Verão, já apanha o seu punhado de raios do Rei Astro, o suficiente para conseguir ter tomateiros, por exemplo.

Aqui: Tomateiros, Alface, espinafres, cebola, pepino, couves galegas, batata doce, cidreira

Aqui: Tomateiros, Alface, espinafres, cebola, pepino, couves galegas, batata doce, cidreira

O ano passado ainda enchi dois frascos de milho, para preservar semente que tenho, mas este ano, têm tomateiros, espinafre, alface no lado esquerdo, e cebolas e couves galegas no lado direito. Encostado ao muro, ainda a desenvolver-se, batata doce, e erva cidreira,  que se dá muito bem em zonas sombreadas.

Tomateiros, alface e espinafre

Tomateiros, alface e espinafre

De mencionar que está um pepineiro e cebolinho, e agora que já comprei os tomateiros, começam a brotar mais tomateiros provenientes da vermi-compostagem. Todos os anos é a mesma coisa. Primeiro compro, e depois nascem.

As couves galegas estão na linha vermelha e devem estar em constante stress, pois é por centímetros, que as galinhas não as conseguem bicar. Uma rede será necessária, mas de modo a que a luz passe.

Tres Couves Galegas na linha vermelha

Três Couves Galegas na linha vermelha

Aqui uma outra zona que está a ficar bem engraçada. Tem Aipo, Abóbora, cebolinho, Chuchu, Beringela, segurelha, broculos e couve de repolho. Podem ver um talo grosso, que é de uma Acelga suiça (é como a conheço), que está para dar semente, e tirando-lhe as folhas de baixo, é o suficiente para deixar passar o sol.

Jardins dahernia

Sim , ainda dá para uns rabanetes

Já fora dos canteiros, também temos uns vasos com morangos. Se estão a imaginar como é que cabe aqui tudo, deixem-me que lhes diga, que foi aqui mesmo, que ainda estive a semear uma linha de rabanetes a fazer a bordadura do canteiro.

Em frente mais um pequeno canteiro, com cebolas, pimenteiros, uma Lúcia-lima, morangos, alfaces, duas meloas (que não estão muito animadoras), e ao canto uma pequena torre vertical com batatas (minha primeira experiência)

Ora não muito longe daqui, na verdade basta estender o braço, outra zona que está a ficar bonita e estou curioso na sua evolução.

Cougettes, girassol e batata doce, começa a misturar-se, bem perto de uns poejos já desenvolvidos e uma capuchinha ainda timida. A ideia é daqui a um mês, ter o quintal coberto com as capuchinhas, a rama da batata doce, aboboras e meloas. Elas darão a sombra e frescura ao solo, e eu sinceramente, sinto-me bem no meio de um desorganização ordenada, e estou desejoso de ter que andar em bicos dos pés a calcular o próximo passo para não danificar uma rama. É lindo.

Girassol, batata doce, cougette, poejo

Girassol, batata doce, cougette, poejo

Imediatamente a seguir, hortelã da ribeira, a sumida capuchinha e o lago e o sapo.

Poejo, hortelã da ribeira

Poejo, hortelã da ribeira

Mais à frente….um passo também, um outro canteiro que fiz há uns dois anos, seguindo uns dos métodos do Sepp Holzer. Deu um pouco de trabalho, e não o faria outra vez, mesmo sabendo que a longo prazo terá as suas vantagens, mas como o nosso Verão é seco, os troncos que enterrei, mantem-se mais ou menos na mesma. Mas hão-de de decompor-se.

Canteiro à lá Sepp

Canteiro à lá Sepp

Neste, canteiro, também tem batata doce, que irá cobrir o lago, erva príncipe, tomateiro e beringela, alfaces e cebola, uma physalis, broculos, espinafre e mais uns rabanetes que semeei hoje. Amanha, ainda vou semear mais umas beterrabas.

As videiras tambem estão bonitas e carregadas, mas ainda é muito cedo para deitar os foguetes, e quando for a altura de os deitar, é proibido…uma chatice.

Uma das videiras, tem como tutor a Ameixeira, que este ano também está cheia de frutos.

Um passito ao lado, e por baixo da ameixeira e nespereira, ainda dá para mais umas cebolas.

SAMSUNG DIGITAL CAMERA

E para finalizar , as centrais nucleares, o ouro negro, o chorume do bem, que mais à frente escrevo um post sobre os mesmos.

Um dos vermicompostores, e a pilha de composto quase pronto que provem do galinheiro.

SAMSUNG DIGITAL CAMERA

SAMSUNG DIGITAL CAMERA

Anúncios

2 thoughts on “Até agora tudo bem, um giro pelo jardim da hérnia

  1. Taaanta coisinha boa! E parece que as plantas não se importam de ter tantos vizinhos, pelo contrário! Que bom! 🙂 isso mostra-me que quando queremos, nada é impossível e mesmo com pouco espaço podemos cultivar os nossos legumes preferidos. Tanta riqueza…

    • 🙂 Por agora tudo bem, mas daqui a 1 mês tem de levar com fertilização extra…estou a pensar em comprar algas, mas é um pouco caro. Mas faltam aqui fixadoras de azoto.. ai sim tudo se equilibrava . Obrigado !

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s