O delicado primeiro post,

deste blog,  que dita um status inconsciente, que nem grilo falante de ser à grande, lembrei-me dos Toy Dolls , para  baixar rápidamente as expectativas. Não as vossas, mas as minhas, essas é que me lixam o zen.  E de certo modo revela logo um quelque chose de je ne sais quais sobre mim, e (acho que é desta), porque não usar a linguagem mística do Bagavad, sobre mim, mim e mim. Blasfémia ? 

Muitas camadas, layers empreendedores, mas todas elas ou eles, ou elas e eles, levam com a (in)suportável hérnia, aliás hérnias, mas vamos por partes, aquelas que doem de momento.

Anúncios

2 thoughts on “O delicado primeiro post,

Deixa o teu comentário

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s